metricas-de-saude-do-rh

Métricas de saúde do RH: a importância da preocupação com o trabalhador

Para que um gestor possa administrar bem uma empresa, é preciso ter dados para tomar as decisões mais acertadas. As métricas de saúde do RH trazem as informações necessárias para acompanhar os resultados em um dos departamentos mais importantes da organização.

Por meio das métricas, é possível mensurar a qualidade e a eficácia das ações e, assim, definir novos planos estratégicos para o setor. Neste post, você conhecerá alguns dos indicadores de RH mais utilizados e entenderá sua importância. Acompanhe!

Quais são as principais métricas de saúde do RH?

Dentre as diversas métricas de saúde de RH, elegemos 3 principais, que são capazes de fornecer informações estratégicas para uma boa gestão da área. Confira:

Taxa de turnover

Também conhecida por taxa de rotatividade, indica o número de trabalhadores que entraram na empresa e saíram dela em um determinado período. Para calculá-la, basta usar a seguinte fórmula:

formula-turnover-indicadores-rh-up-language

Cada tipo de negócio terá sua taxa ideal, mas, no geral, é bom que a taxa de turnover esteja abaixo dos 5%. Se ela está alta, indica que existem problemas, que podem ser relativos a:

  • Má remuneração;
  • Condições de trabalho inapropriadas;
  • Falta de perspectiva de crescimento;
  • Falta de valorização de talentos.

É importante identificar a origem do problema para planejar as ações necessárias para obter um turnover saudável. Caso seja a falta de perspectiva de crescimento profissional dentro da empresa, vale a pena investir no treinamento dos colaboradores.

Dada a importância do inglês no mercado de trabalho, por que não oferecer um programa de capacitação no idioma?

[rock-convert-cta id=”16378″]

Nível de satisfação dos colaboradores

Para descobrir o nível de ESI (Employee Satisfaction Index) da empresa, é necessário que os colaboradores respondam, dando notas de 1 a 10, a uma pesquisa com perguntas do tipo:

  • Você está satisfeito, atualmente, com seu local de trabalho?
  • Você diria que seu local de trabalho preenche suas expectativas?
  • Seu local de trabalho atual é próximo daquele que você considera como ideal?

Depois, siga a seguinte fórmula:

Se o resultado for menor que 66, é importante identificar os pontos de insatisfação para poder trabalhá-los corretamente. É fundamental investir em ações que promovam o bem-estar dos colaboradores. Por isso:

  • Cuide da comunicação interna e do clima organizacional;
  • Crie programas de recompensas;
  • Possibilite um horário flexível;
  • Ofereça programas de capacitação.

Depois de um tempo, aplique a pesquisa novamente. Lembre-se de que colaboradores felizes têm alta produtividade e ficam mais motivados e comprometidos, proporcionando melhores resultados para a empresa!

Índice de absenteísmo

Consideram-se, para esse índice, todas as saídas antecipadas, atrasos e faltas justificadas ou não. Cada vez que o trabalhador se ausenta de sua função, todo o processo acaba prejudicado, os colegas sobrecarregados e a produtividade comprometida.

Para fazer esse cálculo, é necessário multiplicar o número de horas da jornada de trabalho pelo número de dias trabalhado naquele período. Depois, multiplica-se novamente pelo número de colaboradores que tenham a mesma jornada dentro da empresa. Você terá então o número de horas de trabalho programadas.

Numa segunda etapa, soma-se cada hora ou minuto de falta ou atraso que cada um dos trabalhadores teve no mesmo período. Você encontrará o número de horas perdidas pela empresa. Para calcular o absenteísmo, use a seguinte fórmula:

É impossível chegar a um índice zero de absenteísmo, já que ninguém está livre de imprevistos, mas o ideal é que ele seja o mais baixo possível.

Entre as principais causas para uma taxa elevada, podemos citar:

  • Liderança autoritária ou deficiente;
  • Clima organizacional desagradável;
  • Problemas de saúde laborais e acidentes de trabalho.

É imprescindível investigar o que está acontecendo para, então, pensar na melhor estratégia a fim de solucionar o problema. Possíveis ações são:

  • Ofereça treinamento adequado para os líderes;
  • Crie um espaço de lazer onde os colaboradores possam desenvolver uma melhor integração entre eles;
  • Promova palestras sobre prevenção de acidentes.

Por meio das métricas de saúde do RH, é possível verificar se as ações estão sendo eficazes e, assim, conseguir aumentar o engajamento dos colaboradores. Somente com o apoio dos dados fornecidos por esses índices é viável praticar uma boa gestão.

Você conhecia a importância das métricas de saúde da empresa? Então, assine nossa newsletter e tenha acesso a outros conteúdos interessantes!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber nossas atualizações por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.